Boavista perde para o Bangu e não tem mais chances de classificação para as semifinais

Marcos Junior e Peralta mantém vivo o sonho de voltar à Série D em 2019

O Bangu manteve vivo o sonho de chegar à Série D do Campeonato Brasileiro do ano que vem ao bater o Boavista, neste sábado (10), pelo placar de 2 a 0, em jogo realizado no Estádio Elcyr Rezende de Mendonça. Os gols do triunfo foram de Marcos Junior e Peralta, um em cada tempo. Com o resultado, o Bangu fica apenas um ponto atrás do Verdão na classificação geral do Campeonato Carioca (15 pontos contra 13), deixando para a rodada final da Taça Rio a definição sobre os times que representarão o Rio na quarta divisão nacional em 2019.

O resultado acabou sendo pior para o Boavista, que fica mais longe de chegar às semifinais do Estadual, já que segue um ponto atrás da Portuguesa e pode perder as chances matemáticas no domingo, caso a Lusa bata a Cabofriense. O Boavista e o Bangu voltam a campo no próximo domingo. Enquanto o Verdão visita o Volta Redonda, o Alvirrubro recebe o Madureira em Moça Bonita. Ao Banguzão, resta vencer e torcer por uma derrota do time de Saquarema para garantir uma vaga nacional em 2019.

Visitantes abrem vantagem de início

O Boavista fez valer o chamado “fator casa” e levou perigo logo com três minutos. Lucas pegou rebote na ponta direita, cortou para dentro e chutou, mas Anderson Penna cortou. Apesar da pressão inicial do Verdão, que ainda voltou a tentar com Erick Flores, foi do Bangu o primeiro gol. Aos nove, Everton Sena recebe na direita e bateu para defesa parcial de Rafael. Na sobra, Marquinhos chutou em cima de Rafael novamente e a bola sobrou para Marcos Junior que, desta vez, não desperdiçou: 1 a 0 Bangu.

Até a parada técnica, os dois times criaram pelo menos uma chance a mais cada, mas o Verdão precisava ir para cima para buscar o resultado. Fechado, o Bangu não permitia chegadas mais contundentes dos donos da casa. Pelo contrário, o lance mais perigoso foi dos alvirrubros. Valdir cruzou e Peralta cabeceou no travessão, aos 27. O time da Zona Oeste investia nos lances do habilidoso Jairinho, sempre controlados por Gustavo.

Aos 37, o Boavista esteve perto do empate. Erick Flores tocou para Leandrão, que devolveu e viu Erick lançar Willian Maranhão, que chutou em cima de Léo Jesus, em jogada bem trabalhada. O último lance do Bangu antes do intervalo foi, outra vez, com Jairinho, que não teve espaço para chutar.

image

Gustavo expulso e “porteira aberta”

No segundo tempo, o Boavista pressionou, mas errava bastante na hora de achar o espaço definitivo para tentar os chutes. Bem armado, o Bangu estava ciente de sua estratégia e seguia apostando em Jairinho. Aos 12, ele fez grande jogada e lançou com Peralta, que tocou para Everton Sena chutar pertinho da trave de Rafael. Depois, foi a vez do próprio Peralta chutar com perigo.

O Boavista só tentar chutar de longe, sem assustar Célio Gabriel. Para piorar a situação do time da casa, Gustavo se desentendeu com Peralta, levou um empurrão e revidou com um tapa na nuca do colombiano. O quarto árbitro alertou o juiz principal, Wagner do Nascimento Magalhães, que mostrou o vermelho para o “Geladeira”. Dali em diante, tudo ficou ainda mais difícil para o Boavista.

É verdade que o Verdão não deixou de tentar. Aos 24, Leandrão recebeu passe de Fellype Gabriel e chutou forte, mas Célio Gabriel defendeu bem. A tarde, no entanto, era mesmo do Bangu. Marcos Junior tocou para Jairinho, que se livrou de Lucas. O goleiro Rafael saiu do gol, trombou com Léo Jesus, mas não evitou que a bola caísse nos pés de Peralta, que só escorou. Foi o primeiro tento do colombiano pelo Bangu, depois de mais de um ano.

Com os 2 a 0 de vantagem, o Bangu administrou a situação diante de um Boavista já entregue. E quase fez o terceiro. Everton Sena chutou de média distância, obrigando Rafael a defender. Apenas um chute do meio da rua do garoto Lucas pareceu ser o lampejo de bom futebol mostrado pelo time da casa, batido neste sábado, mas ainda mais perto de chegar à Série D nacional no ano que vem.
A partida
Boavista 0x2 Bangu – Taça Rio, 5ª rodada – 10/3/2018 às 16h
Estádio Elcyr Resende de Mendonça (Saquarema – RJ)
Árbitro: Wagner do Nascimento Magalhães
Assistentes: Thiago Henrique Neto Corrêa Farinha e Michael Correia
Boavista: Rafael; Thiaguinho, Gustavo, Elivelton e Julio Cesar (Vitor Faíska 21’/2ºT); Douglas Pedroso, Willian Maranhão, Erick Flores (Tartá 15’/2ºT) e Fellype Gabriel (Anderson Luiz 22’/2ºT); Lucas e Leandrão. Técnico: Eduardo Àllax.

Bangu: Célio Gabriel; Valdir, Michel, Oliveira e Léo Jesus; Marcos Junior, Magno, Everton Sena (Éberson 39’/2ºT), Marquinhos (Rogério Xodó 47’/2ºT) e Jairinho; Peralta (Luiz Henrique 44’/2ºT). Técnico: Alfredo Sampaio.

Cartões amarelos: Julio Cesar, Pedroso (BOA); Marquinhos, Peralta, Michel, Jairinho (BAN)
Cartão vermelho: Gustavo, 19’/2ºT (BOA)

Gols: Marcos Junior 9’/1ºT (0-1); Peralta 28’/2ºT (0-2)

Renda e público: não disponíveis

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*